Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética

Rua México, 164, sl 62 - Centro Rio de Janeiro
+55 (21) 2259-6232 - sobenfee@sobenfee.org.br

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

PROVA DE TÍTULO

ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM DERMATOLÓGICA

9 NOVEMBRO/2020

Edital Prova de Títulos SOBENFeE 2020

A SOBENFeE – Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética informa aos enfermeiros interessados que estão abertas as inscrições para o Concurso de Título de Especialista em Enfermagem Dermatológica a ser desenvolvido conforme as especificações seguintes contidas neste edital.​​

 

Composição da SOBENFeE:

Presidente: Mara Blanck

Primeira Secretária: Aline Pinheiro Motta

Segunda Secretária: Andrea Silva Coutinho

Segunda tesoureira: Agueda Gloria Sabino de Mattos

Composição da Banca da Prova de Títulos:

Presidente: Bruna Maiara Ferreira Barreto Pires (UERJ)

Denise de Assis Correa Sória (UNIRIO)

Carmen Lúcia Lupi Monteiro Garcia (COFEN)

Karina Chamma di Piero (UFRJ – HUCFF)

Apresentação

A SOBENFeE  – Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética de acordo com as Normas do Concurso de Título de Especialista em Enfermagem Dermatológica faz saber, através do presente Edital, a todos os  Enfermeiros interessados, que estão abertas as inscrições para o IV Concurso de Título de Especialista - ano 2018 que se realizará dentro das seguintes condições:

  1. Calendário Geral

2. Inscrições

 

2.1.  As inscrições deverão ser feitas no período de 1º/04/2020 a 10/09/2020, acessando a página da SOBENFeE onde deverá ser preenchido o Requerimento de inscrição via internet, devendo toda a documentação descrita ser encaminhada à sede da SOBENFeE-RJ, situada à Rua México 164, sala 62, Centro, Rio de Janeiro, CEP 20031-143, via SEDEX, até a data limite estipulada neste edital, juntamente com comprovante de pagamento da inscrição, e com Ficha de Inscrição, disponível aqui e a ficha de avaliação de currículo disponível aqui preenchidas, com letra legível e assinadas.

Quaisquer dúvidas o candidato poderá enviar e-mail para provadetitulosobenfee@gmail.com

 

2.2 A SOBENFeE e a Comissão de Título de Especialista não se responsabilizam pela documentação inadequada e não recebida no endereço indicado neste Edital.

 

O candidato deverá recolher a taxa de inscrição, no valor correspondente, mediante DEPÓSITO EM CONTA CORRENTE, em qualquer agência do Banco ITAÚ, para crédito da Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética, Agência 0563, Conta corrente: 28459-5. Deverá recolher também a taxa da anuidade da Sociedade Brasileira de Enfermagem referente ao ano de 2020.

 

2.3 O valor da taxa de inscrição para a prova será de 400,00.

 

2.4 O candidato portador de necessidades especiais deverá informar e solicitar instalações diferenciadas no ato da inscrição.

 

2.5 A inscrição passará pela avaliação da Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética para que seja confirmado se o candidato preenche os requisitos constantes deste Edital. A inscrição que não preencher os requisitos será cancelada e não haverá devolução da taxa de inscrição. As razões do indeferimento da inscrição serão encaminhadas para o candidato via e-mail ou correio.

 

2.6 Não serão aceitos pedidos de isenção ou parcelamento de pagamento do valor da taxa de inscrição.

 

2.7.  Para se submeter à Prova para a obtenção do Título de Especialista em Enfermagem Dermatológica, o candidato deverá atender e comprovar os seguintes critérios regimentais:

a) Estar inscrito no Conselho Regional de Enfermagem e em dia com a anuidade.

b) Ser associado ou associar-se a SOBENFEe - Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética

c) Comprovar atuação em Enfermagem Dermatológica há pelo menos 2 anos, através de documento autenticado, com firma reconhecida, em papel timbrado, apresentando endereço, telefones ou outros meios de comunicação dos declarantes e da instituição.

 

2.8 Não caberá qualquer tipo de recurso para o indeferimento do pedido de inscrição para a prova

 

2.9 Não serão aceitas inscrições condicionais, nem com documentação incompleta.

 

2.10 O candidato terá a sua inscrição cancelada, caso forneça qualquer declaração falsa ou inexata ao se inscrever ou que não cumpra todas as exigências deste Edital. O título poderá ser suspenso caso seja comprovada a inveracidade da(s) informação(ões) prestada(s).

 

2.11 Como consequência, todos os atos decorrentes da inscrição serão cancelados, mesmo que o candidato tenha sido aprovado na prova.

 

2.12 Não haverá restituição do valor investido na inscrição em caso de cancelamento.

 

2.13 Este certificado de atuação terá validade de quatro anos.

 

2.14 Ao término dos quatro anos de certificação de atuação o candidato poderá solicitar a revalidação do título de especialista pela SOBENFeE por mais dois anos mediante apresentação de documentação comprobatória (currículo comprovado) de atividades na área de prevenção e tratamento de feridas e estética que deverão acumular 40 pontos segundo critério de avaliação curricular em anexo. E assim o fará a cada dois anos.

 

2.15. As normas para a revalidação da certificação são de responsabilidade da SOBENFeE.

 

3. Confirmação da Inscrição

 

3.1 Após o recebimento, a inscrição passará pelo exame prévio da Comissão de Título de Especialista para verificação se o candidato preenche os requisitos deste Edital para participar do Concurso, sendo certo que na ausência de algum documento necessário à inscrição, a mesma será indeferida. Caso a inscrição não tenha sido aprovada o candidato receberá por e-mail ou através de carta a razão da não validação de sua inscrição.

 

3.2 A confirmação da inscrição estará disponibilizada na página do site da SOBENFE no dia: 20/09/2020.

 

4. Documentação Exigida

4.1 Documentos Originais

a) Curriculum VITAE (extraído do lattes) ou curriculum lattes referente às atividades da área específica com os documentos comprobatórios;

b) Ficha de Inscrição preenchida encontrada no site;

c) Documentos com cópia autenticada:

Identidade e CPF;

Documento oficial (Diploma do Curso de Graduação em Enfermagem) reconhecido pelo Ministério da Educação que ateste a conclusão do respectivo curso superior;

Carteira de registro profissional emitida pelo Conselho Regional de Enfermagem do respectivo Estado;

Anuidade paga do Conselho Regional de Enfermagem do respectivo Estado ou declaração negativa de débitos.

Declaração de que o candidato vem exercendo atividade profissional em Enfermagem Dermatológica há pelo menos 2 (dois) anos, assinada pelo Diretor ou Chefe de Enfermagem da Instituição onde exerce suas atividades, com firma reconhecida, em papel timbrado, apresentando endereço telefones ou outros meios de comunicação dos declarantes e da instituição

 

ATENÇÃO:​

Os candidatos brasileiros com curso no exterior deverão apresentar além dos documentos acima mencionados:

Cópia autenticada do diploma de graduação revalidado por uma Universidade pública brasileira, mantenedora de curso do mesmo nível ou área equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade e equiparação.

 

Os estrangeiros deverão apresentar além dos documentos acima mencionados o visto de permanência e proficiência da língua portuguesa comprovada por instituição oficial

 

4.2. A documentação deve estar organizada em partes conforme descrito abaixo:

 

1ª parte - Folha de Rosto: Identificação do candidato com nome completo, data e local de nascimento, profissão, número da carteira de identidade, e do CPF. Instituição na qual obteve o curso superior, ano de conclusão do curso e número de inscrição no Conselho de Enfermagem de sua região. Endereço, telefones para contato e e-mail do candidato.

 

2ª parte - Ficha de inscrição impressa do site da SOBENFeE preenchida com letra legível e assinada pelo candidato, com o comprovante de pagamento de anuidade SOBENFeE e taxa de inscrição.

 

3ª parte – Comprovação de atuação em Enfermagem Dermatológica após a graduação (mínimo de 02 anos trabalhados na área de Enfermagem Dermatológica), não sendo computado estágio. Anexar documento (s) comprobatório (s) do tempo de atuação assinado pelo Diretor ou Chefe de Enfermagem da Instituição.

 

4ª parte - Participação em Cursos, Jornadas, Workshops, Simpósios e Congressos na área de Enfermagem Dermatológica, reconhecidos, apoiados ou promovidos pela SOBENFeE, entidades oficiais ou afins, relacionadas a feridas e estética.

 

5ª parte - Aulas, Palestras e Conferências ministradas em cursos, jornadas, workshops, simpósios e congressos na área de Enfermagem Dermatológica, organizados, apoiados ou reconhecidos pela SOBENFeE, relacionadas a feridas e estética. Os certificados de participação, ou documento semelhante, devem identificar o participante, o evento e o tema, bem como o apoio/reconhecimento da SOBENFeE, entidades oficiais ou afins, válidos para os últimos 10 anos.

 

6ª parte - Trabalhos apresentados (autor e co-autor), em Congressos na área de Enfermagem Dermatológica (comunicação oral ou pôster) ou tema apresentado relacionado à área, sendo que os certificados de participação, ou documento semelhante, devem identificar o participante, o evento e o tema, bem como o tipo de participação.

 

7ª parte - Curso reconhecido de Especialização lato-sensu (mínimo de 360h e reconhecido pelo MEC) ou Residência (MEC) na área de Enfermagem. Mestrado ou Doutorado de cursos reconhecidos pela CAPES e MEC e com Monografia, Dissertação ou Tese na área de Enfermagem Dermatológica.

 

8ª parte - Publicações, em revistas científicas e livros, na área de Enfermagem Dermatológica. Listar em ordem cronológica. Anexar cópia da primeira página de cada publicação.

Não incluir títulos que não estejam relacionados com a área de Enfermagem Dermatológica.

 

5. Da Prova

 

5.1 Informações Gerais​

 

5.2. A prova será realizada no dia 09/11/2020 de 9h às 13h no local a ser definido, no estado da realização do VII Congresso Brasileiro de Prevenção e Tratamento de Feridas.

 

5.3. Para ser admitido na sala da prova, o candidato deverá estar munido do original de documento oficial de identidade e caneta esferográfica azul ou preta.

 

5.4. São documentos oficiais de identidade: carteiras ou cédulas de identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores. Células de Identidade fornecidas por Ordens ou Conselhos da Classe que por lei federal valem como documento de identidade. Passaporte para estrangeiro, Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia), na forma da Lei nº 9.053/97.

 

5.5 Os documentos para ingresso na sala de prova devem estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato (foto e assinatura).

 

5.6 Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos que impossibilitem a identificação do candidato, bem como a verificação de sua assinatura.

 

5.7 O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos. Não será permitida a entrada do candidato no local da prova após as 08:30h.

 

5.8 O candidato só poderá sair do local da prova 1 (uma) hora após seu início. No caso de saída motivada por necessidades especiais, o candidato poderá sair acompanhado do fiscal ou membro da banca examinadora.

 

5.9 Os 3 (três) últimos candidatos só poderão deixar o local da prova juntos, após acompanharem a assinatura da ata da prova e o fechamento do envelope contendo as provas e a ata da prova assinada pelos mesmos.

 

5.10 Não será permitido a qualquer candidato fazer a prova fora do dia, do horário e do local divulgados.

 

5.11 Não haverá, sob qualquer pretexto, segunda chamada nem justificativa de falta, sendo considerado eliminado da prova o candidato que não comparecer.

 

5.12 Em nenhuma hipótese o candidato poderá levar a prova, sendo permitido, somente, anotar as respostas em papel oferecido pela banca ao final da realização da mesma.

 

6. Da Organização da Prova

 

6.1 A prova constará de 50 questões do tipo múltipla escolha, com 4 quatro alternativas, sendo apenas 1 (uma) correta e duas questões discursivas.  As respostas das questões do tipo múltipla escolha serão assinaladas no cartão-resposta. O candidato assume plena e total responsabilidade pelo preenchimento do cartão-resposta e pela sua integridade e em nenhuma hipótese haverá substituição desse cartão, salvo em caso de defeito em sua impressão. Cada questão valerá 0,5 (meio) ponto

 

6.1 A correção das 02 questões discursivas somente ocorrerá no caso de o candidato acertar metade das 50 questões objetivas.

 

6.2 Na correção do cartão-resposta será atribuída nota 0 (zero) à questão, sob as seguintes situações:

a) Com mais de uma opção assinalada;

b) Sem qualquer opção assinalada;

c) Com emenda ou rasura;

d) Com algo que possa identificar o candidato.

 

6.3 Será eliminado do Concurso o candidato que:

a) Ausentar-se do recinto da prova escrita após ter assinado a lista de presença sem permissão da banca examinadora, ou praticar ato de incorreção ou descortesia para com qualquer examinador, executor ou auxiliares incumbidos da realização da prova;

b) Utilizar qualquer tipo de fonte de consulta sendo surpreendido em comunicação verbal, escrita ou gestual com outro candidato;

c) Não devolver o cartão-resposta ao término da prova;

d) Ausentar-se durante a prova escrita do local sem acompanhante determinado pela banca examinadora, após ter assinado a lista de presença;

e) Deixar de assinar a lista de presença;

 

6.4. As questões serão distribuídas de acordo com o programa apresentado neste edital.

 

6.5 O candidato deverá responder as duas questões discursivas com caneta azul ou preta, sem rasura e em letra legível.

 

7. Dos Critérios de Aprovação

7.1 A prova valerá 100 (cem) pontos: 25 pontos referentes a parte de múltipla escolha (são 50 questões cada uma valerá 0,5 ponto) e 45 pontos referente a parte discursiva (22,5 pontos para cada questão discursiva).

 

7.2 Avaliações curriculares:

7.2.1 A avaliação curricular valerá no máximo 30 (trinta) pontos.

7.2.3 A pontuação será atribuída pelas partes do currículo especificadas anteriormente.

 

7.3 Da nota final:

7.3.1 A nota final (NF) será obtida através da soma das notas obtidas na prova (NP) com a nota obtida na avaliação curricular (NAC).

 

7.3.2 Serão considerados aprovados os candidatos que obtiveram nota final igual ou superior a 80 (oitenta) pontos.

 

8. Da Divulgação do Gabarito e do Resultado Final

​​8.1 A divulgação do 1º gabarito será no dia 09/11/2020, a partir das 15h, na página www.SOBENFeE.org.br

 

8.2 O Gabarito Final (provas objetiva e discursiva) após a análise dos recursos estará disponibilizado no dia 09/11/2020, a partir das 18h, no site www.SOBENFeE.org.br.

 

8.3 O Resultado Final, com a listagem dos candidatos aprovados em ordem alfabética, sem as notas obtidas, estará disponibilizado em 11/11/2020, a partir das 10h, na página do site da SOBENFeE (www.SOBENFeE.org.br)

 

9. Do Certificado de Área de Atuação em Enfermagem Dermatológica

9.1 A entrega do certificado será de responsabilidade da SOBENFeE.

 

 

10. Recursos

 

10.1 O candidato que se julgar prejudicado, após a publicação do primeiro gabarito da prova, poderá recorrer, através de formulário próprio na página da SOBENFeE,no período determinado neste edital.

 

10.2 Os questionamentos que, na concepção do requerente, possam resultar na alteração do gabarito divulgado da prova, deverão ser devidamente fundamentados com a indicação precisa da situação que o candidato julgar estar lhe prejudicando, comprovando as alegações com a citação de artigos, de legislação, itens, páginas de livros, nome de autores, anexando, sempre que possível documentos digitalizados.

 

10.3 Será indeferido, liminarmente, o recurso que não estiver em consonância com as referências indicadas neste edital, ou se for apresentado fora do prazo.

 

10.4. Após o julgamento dos recursos interpostos, os pontos correspondentes às questões que porventura forem anuladas serão atribuídos a todos os candidatos que fizeram a prova, indistintamente, independente de terem ou não recorrido.

 

10.5. Com exceção dos recursos previstos nos artigos anteriores, não se concederá revisão de provas, segunda chamada, vistas, ou recontagem de desempenhos da prova, devido às características do Processo.​

 

11. Disposições Gerais

 

11.1 A SOBENFEe não se responsabilizará por despesas de qualquer natureza realizadas pelos candidatos para comparecimento ao local de realização da prova.

 

11.2 Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito.

 

11.3 A organização da prova está sob a responsabilidade da SOBENFEe, representada pela sua Comissão da Prova de Título.

 

11.4 Os casos omissos ou situações não previstas neste documento serão resolvidos pela

SOBENFEe.

 

12. Conteúdo Programático da Prova

O conteúdo para a prova de título encontra-se dividido em gerais em enfermagem, gerais em dermatologia e específicos em enfermagem dermatológica, conforme a seguir:

 

I-Conteúdos Gerais em Enfermagem:

1 - Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE): Processo de Enfermagem

2 - Diagnóstico de enfermagem: NANDA 2015-2017    

3 - Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (COFEN, 2017)

 

II-Conteúdos Gerais em Dermatologia:

1- Embriologia da pele e anexos

2- Histologia da pele e anexos

3- Anatomia da pele e anexos

4- Fisiologia da pele e anexos

5- Semiologia da pele e anexos

6- Microbiologia da pele e anexos

 

III-Conteúdos Específicos em Enfermagem Dermatológica:

1 - Cuidados de enfermagem com a pele sadia

2 - Cuidados com a pele do idoso

Skin Tears: conceitos, definições, classificações, adaptação transcultural, avaliação de risco (STAR) e cuidados.

3- Alterações da pele na terminalidade

4 - Processo e etapas de cicatrização das feridas

5 - Cuidado Integral do paciente com feridas

6 - Avaliação da ferida: parâmetros e classificações

7- Cuidados relacionados à pele perilesional

8 - Limpeza e desbridamento de feridas (principais modalidades, definições, indicações, contra-indicações e técnicas)

Desbridamento de úlcera por pressão e outras feridas crônicas

9 - Princípios gerais no tratamento de feridas e o curativo ideal: principais conceitos, definições, indicações, contraindicações e cuidados relacionados ao uso de coberturas e tratamentos em feridas

10 - Microbiologia das feridas: da colonização à infecção sistêmica (NERDS e STONES)

11- Feridas cirúrgicas e infecção do sítio cirúrgico (ISC)

11- Recomendações sobre a utilização de antisépticos em cuidados com feridas crônicas

12 - Úlcera por pressão:

Epidemiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, classificações, conceitos, definições, escalas de avaliação de risco, cuidados preventivos e terapêuticos;

Guidelines de prevenção e de tratamento – diretrizes clínicas do NPUAP/EPUAP/PAN PACIFIC

Classificação das úlceras por pressão, graus inversos, eritema, dificuldade de observação e diagnóstico diferencial

Instrumento para monitorização da evolução da úlcera por pressão

Úlcera de umidade e úlcera por pressão

Dermatite associada à incontinência (DAI) - GNEAUPP

13 - Úlceras neurotróficas e vasculares:

venosa, varicosa, arterial, hipertensiva e mista: fisiopatologia, conceitos, definições, provas diagnósticas, cuidados preventivos e terapêuticos

14 - Pé diabético: epidemiologia, fatores de risco, fisiopatologia, medidas diagnósticas, conceitos, classificações, cuidados preventivos, terapêuticos e de reabilitação

15 - Dermatologia na Atenção Básica de Saúde: principais doenças e características epidemiológicas

16 - Queimaduras: etiologias, classificações, cálculos de gravidade e principais tratamentos

17 - Feridas Oncologicas:

fisiopatologia, avaliação da ferida, cuidados locais e medidas de conforto (avaliação e controle da dor)

18 - Orientações ao ostomizado sobre os cuidados com a estomia

19 - Nutrição e ferida crônica

20 - Terapia avançada em tratamento de feridas

 

21- Principais algoritmos e recomendações clínicas para o manejo de pacientes com feridas

22- RDC 36 de 25  de julho de 2013 – seção 2 artigo 08 item XII – Prevenção de úlcera por pressão - ANVISA, Critérios Diagnósticos de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, 1a edição, 2013. Disponível em: http://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/images/documentos/livros/Livro2-CriteriosDiagnosticosIRASaude.pdf

 

Referências

A Quick Reference Guide for Lower-Extremity Wounds: Venous, Arterial, and Neuropathic. WOCN® Society’s Wound Committee. Disponivel em: http://c.ymcdn.com/sites/www.wocn.org/resource/resmgr/Publications/A_Quick_Reference_Guide_for_.pdf

 

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada. Cartilha para tratamento de emergência das queimaduras / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2012. 20 p. : il. – (Série F. Comunicação e Educação em Saúde).http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_tratamento_emergencia_queimaduras.pdf

 

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem 564/2017.

 

Dangelo e Fattini. Anatomia Humana Básica. , Edição: 2ª ed. Idioma: Editora: Atheneu, 2010.

 

European Wound Management Association (EWMA). Preparação do leito da ferida na prática - TIME

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

European Wound Management Association (EWMA). Identificação dos critérios de infecção em feridas

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

Santos, V. et al. Identificação e tratamento da infecção da ferida complexa (acesso ao artigo no endereço eletrônico: journalofagingandinnovation.org)

 

European Wound Management Association (EWMA). Diminuindo a dor com as coberturas em feridas

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

European Wound Management Association (EWMA).A dor durante a troca de curativo

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

European Wound Management Association (EWMA). Feridas de difícil cicatrização: um enfoque integral

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

GNEAUPP. Documento IX. Desbridamento de úlcera por pressão e outras feridas crônicas.

www.gneaupp.es/app/adm/documentos-guias

 

GNEAUPP. Documento VIII. Recomendações sobre a utilização de antisépticos em cuidados com feridas crônicas. www.gneaupp.es/app/adm/documentos-guias

 

GNEAUPP. Documento X. Incontinência e úlcera por pressão.

www.gneaupp.es/app/adm/documentos-guias

 

Guyton, A. C.& Hall, J. E. Tratado de Fisiologia Médica. 12ª ed. Elsevier, 2011

 

Junqueira, L.C. & Carneiro, J. Histologia Básica. 10ª ed. Editora: Guanabara Koogan, 2004.

 

Grupo Internacional sobre Pé Diabético. Consenso Internacional sobre Pé Diabético publicado sob a direção de Hemelinda Cordeiro Pedrosa: tradução de Ana Claudia de Andrade, Hemelinda Cordeiro Pedrosa. Brasília: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, 2001.

https://www.into.saude.gov.br/upload/arquivos/pacientes/cirurgias_seguras/criterios_nacionais_ISC.pdf

 

Manual de Prevenção e Tratamento de Lesões por Fricção/ Frank da Silva Torres et al. 2016.

Disponível em: http://dcir.sites.unifesp.br/mp/images/imagens/teses/2016_12_MP_Frank_Silva_Torres.pdf

 

Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA), Tratamento e Controle de Feridas Tumorais e Úlcera por pressão no câncer avançado. Série de cuidados paliativos, RJ, 2009

 

Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Cuidados com a sua estomia: orientações aos pacientes. RJ, 2010

 

Moore, K. L. & Persaud, T. V. N. Embriologia Básica. 7ª ed. Editora: Elsevier. 2008

 

National Pressure Ulcer Advisory Panel, European Pressure Ulcer Advisory Panel and Pan Pacific Pressure Injury Alliance. Prevention and Treatment of Pressure Ulcers: Quick Reference Guide. Emily Haesler (Ed.). Cambridge Media: Osborne Park, Australia; 2014. Disponivel em: http://sociedadeferidas.pt/documentos/Prevencao_e_Tratamento_de_Ulceras_Por_Pressao-Guia_de_Referencia_Rapido.pdf

 

Porto C. C. Semiologia Médica. 5ª ed. Editora: Guanabara Koogan

 

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada. Cartilha para tratamento de emergência das queimaduras / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2012. 20 p. : il. – (Série F. Comunicação e Educação em Saúde).http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_tratamento_emergencia_queimaduras.pdf

 

RESOLUÇÃO - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE 2013

bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/.../rdc0036_25_07_2013.html

 

Alterações de pele em pacientes em cuidados paliativos na terminalidade da doença e final de vida: coorte prospective (acesso em http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-17052017-112324/publico/Dissertacao_Ednalda_Maria_Franck.pdf)

 

Skin Tears: state of the science: consensus statements for the prevention, prediction, assessment, and treatment of sin tears. Skin & Wound Care (www.woundcarejournal.com) vol. 24, número 9S, set/2011.

 

Strazzieri-Pulido, K. C. & Santos, V.L. A adaptação cultural e validação do instrumento STAR Skin Tears Classification System, para a língua portuguesa no Brasil. (Dissertação de Mestrado). Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010, 189p.

 

Tannure, M. C. & Pinheiro, A. M. Sistematização da Assistência em Enfermagem - Guia Prático. Editora: Guanabara Koogan, 2008

 

Úlceras e Feridas – As feridas tem alma. Uma abordagem interdisciplinar do plano de cuidados e da reconstrução estética. 2014 Editora Di Livros.

 

WCET International Ostomy Guideline Disponível em : Recommendations

http://www.wcetn.org/assets/Publications/wcet_april-june_2014f%20iog%20recommandations.pdf

 

Wound, Ostomy and Continence Nurses Society (WOCN). Guideline for management of wounds in patients with lower-extremity arterial disease. Mount Laurel(NJ):Wound, Ostomy and Continence Nurses Society (WOCN); 2014. 204 p. (WOCN clinical practice guideline series; no. 1). [625 references]. Disponível em: https://www.guideline.gov/summaries/summary/49162/guideline-for-management-of-wounds-in-patients-with-lowerextremity-arterial-disease

 

World Union of Wound Healing Societies (WUWHS). Diagnóstico e ferida

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

World Union of Wound Healing Societies (WUWHS). Exsudato das feridas e a utilidade das coberturas

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

World Union of Wound Healing Societies (WUWHS). A infecção da ferida na prática clínica um consenso internacional www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)

 

Wounds International. Função das proteases no diagnóstico da ferida

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-ENG (inglês)

www.woundsinternational.com/clinical-guidelines/lang-SPA (espanhol)